segunda-feira, 2 de maio de 2011

ah esse bendito talho do principio
ah esse infinito atalho do prazer
ali há de existir mais mistérios que
o universo inteiro
quem poderia descobrir?
apenas contemplar
apenas despertar
apenas acarinhar
apenas penetrar
apenas encharcar
apenas naufragar
apenas ...
e no fim voltar ao começo

Um comentário:

  1. bela postagem....
    agora entendi o poema...

    kkkkkk


    bjkinhas amoreko

    ResponderExcluir